quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A abadia de Northanger


Oi gente! Tudo bom?
Como estão sendo as festas de fim de ano? Espero que estejam  tão boas quanto as minhas.

Ah! Minha querida Austen! 
Quero começar dizendo que não costumo fazer resenhas da Jane Austen  porque sinto como se eu nunca fosse conseguir escrever o quanto sou completamente apaixonada por ela, mas aqui vai mais uma tentativa de mostrar a quem ainda não conhece seus livros o quanto essa autora é maravilhosa.

Tudo começa com a rápida transição de Catherine Morland sendo uma criança danada e sem nenhum atrativo para a música, pintura, bordado e outras atividades femininas para uma Catherine moça com diversos atrativos físicos e uma boa personalidade. Ela mora em Fullerton com seus pais e seus irmãos. Por ser uma localidade pequena e distante, ela não tem bailes para ir nem rapazes para conhecer, sendo então que seus vizinhos, o Sr e Sra. Allen, convidam-na a passar uma temporada com eles em Bath.
Em Bath, Catherine conhece outra realidade de bailes, festas, salões, danças e várias outras atividades. Em um desses bailes ela tem o prazer de conhecer o Sr. Henry Tilney que logo lhe desperta um grande interesse. Ela conhece também a Srta. Isabella Thorpe e seu irmão John Thorpe que se interessa por ela, pois achava que era possuidora de uma grande fortuna. Os dias vão passando e esse jovens vão se conhecendo. Amizades vão surgindo e sentimentos mais fortes também. Catherine vai aprendendo a viver na sociedade e percebendo o quanto precisa amadurecer, pois em diversas ocasiões é feita de vítima por seus amigos que lhe vêem como uma moça ingênua demais.
Catherine tem a chance de se tornar muito amiga da irmã de Henry Tilney, sendo levada para passar uns meses em sua propriedade a Abadia de Northanger. Local esse, onde ela acha ser o melhor lugar do mundo para se viver e conseguirá passar o máximo tempo possível na companhia de Henry, e assim entender melhor seus sentimentos por ele. Até que um mal entendido com relação a sua fortuna é descoberto pelo pai dos irmãos, o general Tilney.

Sempre que leio Austen me sinto bem. Fico triste ao pensar que só falta mais um livro dela para eu ler, e assim terei terminado seus seis livros publicados. É uma autora que eu sou completamente fã e apaixonada. Gosto de ler cada livro seu e depois ver o filme, que por sinal, são bem adaptados. São as adaptações mais fieis que conheço. É uma pena que os atores sejam fraquinhos e os filmes não tenham feito sucesso, talvez porque por mais que sejam parecidos com os livros, os filmes não conseguem passar toda a doçura e a emoção da obra. A abadia de Northanger é um ótimo livro e aqui vai o link para quem se interessar em assistir. Não é o meu preferido dela, mas era impossível eu não ter gostado. Então só posso indica-lo a quem já conhece algum de seus livros, pois Orgulho e preconceito conseguiu ser bem conhecido e para quem nunca leu ou viu nenhum filme aqui vai mais um incentivo.
Espero que gostem.
Nota: 10 de 10
beijos!
FELIZ ANO NOVO A TODOS!!!




13 comentários:

  1. Vim aqui como me pediu, e estou impressionada. Escreves muito bem, boa resenha! E eu amo Jane Austen, li todos os 6 livros publicados dela, infelizmente ela não pode viver para escrever mais, mas esses 6 são maravilhosos, devia falar mais sobre os livros dela, és uma boa escritora.
    Verdade, os filmes são muito fiéis aos livros, mas não conseguem transmitir a doçura e a sensibilidade com que Jane Austen escreveu tais livros. Os filmes são meio antiguinhos, mas são muito bem adaptados. Adorei! Já virei sua fã. HAHA Como é o meu ditado "GOD SAVE JANE AUSTEN"

    ResponderExcluir
  2. Oi, Raíssa.
    Você me pediu para falar um pouco do romance da Jane Austen, A Abadia de Northanger. Bem, acho que é um dos poucos romances com temas atuais (um tanto realista) que sempre permeiam o imaginário feminino. Uma moça com todos conflitos que a adolescência traz consigo e que consegue ver a vida com tanta simplicidade que, resumindo,direi apenas que ela sabia viver!

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro os livros da Jane. Acho que ela passa a realidade da sociedade da época de uma forma doce e delicada, porém, com uma ironia que só ela sabe usar! Não vou negar que me decepcionei um pouquinho com A Abadia. A personagem faz uma história na cabeça dela que, de repente, se desfaz. Mas não deixa de ter aquela leitura suave com críticas sutis que distinguem a Jane dos demais escritores da época.
    PS: adorei que você disponibilizou o link com o filme. É tão difícil achar os filmes dela na internet.

    ResponderExcluir
  4. O que mais amo em A abadia de Northanger, é que temos nele, um outro lado de Jane Austen.Nossa heroína Catherine é diferente das outras heroínas dos outros romances, mais não menos importante. Jovem e determinada e ao mesmo tempo ingênua e sonhadora. De leitura fácil, é também um livro divertido se comparado com os outros. Sempre criticando a sociedade da época, Jane nos leva mais uma vez a conhecer a natureza humana. Se ainda estivesse viva, teria muito o que escrever sobre a sociedade atual. E nos deliciaríamos com excelentes livros, o que na minha opinião tem faltado um pouco hoje. Estamos repletos de 'romances' que levam muitos a fugir da realidade assim como fez Catherine, influenciada pelos romances que lia. Nem sempre tais leituras são boas. Mais Jane Austen sem sombra de dúvida, é e sempre será uma das melhores.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Vou confessar algo de que não me orgulho: nunca li Jane Austen. Eu sei, eu sei, é triste. Mas eu pretendo ler, e em breve. Planejo começar por Orgulho e Preconceito, mas sua resenha me deixou curiosa a respeito de A Abadia de Northanger.
    Beijos,
    Gih, do minhasmelhoresimpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha, e a Abadia de Northanger é um livro ótimo com uma leitura bem fácil e rápida, adorei a protagonista Catherine Morland, achei ela muito inocente e sonhadora e a história em si é bem leve e voce acaba se envolvendo.
    Achei o final um pouco rápido demais mas nada que comprometa a obra, estou lendo agora os livros de Jane Austen, faltam apenas dois (Persuasão e Mansfield Park) e está sendo um prazer imenso...
    com relação as adaptações para o cinema ou tv é sempre um problema pq geralmente não conseguem transmitir tudo aquilo que o autor deseja passar,mas confesso q gostei bastante das adaptações que a BBC fez dos livros da Austen(principalmente Razão e Sensibilidade, q é ótimo), melhor , por exemplo, que as várias adaptações que fizeram do Morro dos Ventos Uivantes pq pra mim ainda não conseguiram transpor para as telas toda a riqueza da obra de Emily Bronte
    abraço

    ResponderExcluir
  7. Adoro a Austen também. Lerei a Abadia em 2013, mas já li quase tudo dela. Só não li este e razão e sensibilidade.
    engraçado, eu não acho os atores das adaptações ruins. Geralmente gosto, tipo Romola Garai no série Emma da BBC.

    Beijos,

    Feliz 2013!

    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua resenha, descreve bem o livro! Li recentemente A Abadia de Nothanger, adorei ler, o livro faz meu estilo, por ser um romance de época, é um dos melhores que já li! Li Orgulho e Preconceito, e agora estou lendo Emma, são livros ótimos!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Por incrível que pareça, esse eu não li. Na verdade, falta ele e Mansfield Park, que eu só lerei quando forem requisitados pelo Clube de leitura do qual estou participando! Já falei dele no blog, inclusive... Assim como de outras obras da Jane, que eu amo de paixão!
    De toda forma, assisti a adaptação com a Felicity Jones e lembro de ter realmente gostado, só não li ainda porque nunca achei o livro dando bobeira por um preço legal. ;)
    Abraço
    www.universodediva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Olá Raissa.!
    Como havia me pedido,vim aqui pra falar um pouco com as minhas palavras sobre o livro de Jane Austen,A Abadia de Nothanger.É um romance que embora seja do seculo XII,atrai muitas pessoas aos quais não gostam de romance de epoca; eu por exemplo não sou muito fã desses tipos de historias que remetem ao passado,mas os livros de Austen conquistam muitas leitoras porque relata a historia de uma jovem descobrindo o amor e todos os seus enigmas.Como todos os ótimos livros de Jane a Abadia se torna especial pelo fato da personagem principal ser uma pessoa inocente e sonhadora que espera viver um grande amor,mesmo que seja complicado ela está disposta a espera o dia em que possa viver essa paixão,e é isso o que o torna interessante,pois mesmo com os empecilhos que ocorre nos ensina que mesmo que haja obstáculos para o amor,se duas pessoas se gostam irão acabar ficando juntas. Então é isso;beijos! :D

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro completamente Jane Austen, minha escritora preferida com certeza. A Abadia de Northanger é um ótimo livro, seus mistérios completamente instigantes que nos fazem desejar acima de tudo finalizar a história, apesar disso, não é um dos meus livros favoritos de Jane, considerando que o lado romântico dela não foi tão explorado nessa história. De 0 a 10, acho que considero um 8,5 ;)

    ResponderExcluir
  13. Noossa, eu também adoro Jane Austen! Os mistérios de A Badia de Northanger me fizeram ler o livro em quase 2 dias!!
    Existem outros livros muito mais românticos de Jane Austen, como Orgulho e Preconceito, que foi o primeiro livro que li da Autora e sempre que posso releio.
    Parabéns pelo Blog, falar sobre livros é algo muito bom, e incentivador.

    ResponderExcluir